baixe nosso aplicativo

Na PB, Lindbergh Farias confirma antecipação da candidatura de Lula a presidente

Parlamentar criticou o governo do presidente Michel Temer e o classificou como político e administrativamente fraco

Por: Naira Di Lorenzo

1

icones whats

lindbergh-fariasO senador Lindbergh Farias (PT-RJ) participou nesta terça-feira (10) de uma plenária em João Pessoa pela defesa das “Diretas Já”. Na ocasião, o petista confirmou as especulações da mídia nacional e afirmou que o partido vai antecipar para 2017 o lançamento da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para concorrer novamente à Presidência da República.

“Nós vamos antecipar o lançamento da candidatura do Lula, porque a gente acha que a crise é tão grande em 2017, que talvez possa ter eleições este ano, então nós não vamos esperar 2018. Há uma perseguição ao Lula, porque eles [políticos adversários] têm medo do Lula”, disse.

O parlamentar criticou o governo do presidente Michel Temer (PMDB) e o classificou como político e administrativamente fraco. Para ele, a previsão é que a crise econômica se agrave no país e o peemedebista não consiga chegar até o fim do mandato.

“O ano de 2017 vai ser muito difícil, porque Temer é um presidente fraco e com ele na presidência não vamos ter recuperação do crescimento econômico. Ele não tem a força que Lula. Acho que a crise vai aumentar e nós estamos defendendo como saída para a recuperação econômica a eleição direta, o povo tem que decidir e é essa campanha que estamos fazendo. Fora Temer e diretas já”, declarou.

Na opinião do petista, a crise econômica e política do país “piorou” após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). “Eles diziam que eram tirar Dilma que estava tudo resolvido, que estava resolvida a crise econômica e política, mas não é nada disso que está acontecendo. A crise só se aprofunda e a pauta do Temer é uma pauta toda contra o povo. Essa reforma da previdência é só maldade contra o trabalhador”, disse.