baixe nosso aplicativo

Lucas admite que PSL pode sofrer intervenção na PB e aguarda reunião com presidente nacional do partido

Vereador afirma que já recebeu convites de outras legendas, mas diz que intensão é permanecer no PSL

Por: Larissa Claro

0

icones whats

O presidente do PSL na Paraíba, vereador Lucas de Brito, admitiu que não está imune a uma intervenção do partido no estado e espera para os próximos 15 dias uma reunião com o presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, para compreender como ficará a legenda com a provável filiação do deputado federal Jair Bolsonaro (RJ). Em entrevista ao Blog do Gordinho, o representante de Bolsonaro na Paraíba, Julian Lemos, não descartou a possibilidade de mudanças na direção estadual do PSL.

Leia também: Chegada de Bolsonaro ao PSL e saída do Livres: Lucas de Brito diz que aguarda ‘cenas dos próximos capítulos’

Lucas afirmou que não tem trabalhado com esta possibilidade e que, embora já esteja recebendo convites de outras legendas, vai aguardar outros desdobramentos, já que a filiação de Bolsonaro, inclusive, ainda não aconteceu.

“Vejo que hoje Julian tem uma missão mais interestadual, regional, próxima do próprio Bolsonaro, acompanhando-o país a fora. E a gente tem um foco mais local, estadual. A gente ainda está aguardando as cenas dos próximos capítulos, sem qualquer precipitação, até para que a gente possa tomar uma decisão mais fundamentada. Não ir só pela emoção, preconceitos ou boatos, mas tentar fazer a coisa mais pensada”, disse Lucas.

O vereador de João Pessoa está a frente do PSL há menos de três meses e defende o resultado do trabalho desenvolvido à frente da legenda. “Estamos desenvolvendo um trabalho pelo crescimento do PSL e há um reconhecimento de parte da Executiva Nacional desse trabalho”, disse.