baixe nosso aplicativo

Governador reúne secretariado e avisa que não vai aceitar auxiliares sem compromisso

Encontro aconteceu após o socialistas dar início a reforma no secretariado, na Escola dos Servidores Públicos da Paraíba

Por: Blog do Gordinho

0

icones whats

ricardo-falagovernadorO governador Ricardo Coutinho (PSB) reuniu pela primeira vez este ano os secretários do Governo do Estado para traçar as estratégias para a administração. O encontro aconteceu após o socialistas dar início a reforma no secretariado, na Escola dos Servidores Públicos da Paraíba (Espep), em Mangabeira. Antes da reunião, em entrevista à imprensa, o governador avisou que auxiliares sem compromissos serão exonerados.

Leia também: Governador nomeia Buba Germano para Secretaria de Desenvolvimento e Articulação Municipal

Diário Oficial do Estado traz nomeações de Nonato, Denise Albuquerque e Ana Cláudia Vital

“É preciso ter ânimo, fôlego, compromisso e isso não pode faltar dentro do Governo, eu não quero um secretário, um diretor de órgão que não expresse isso. Se por acaso eu perceber isso é evidentemente que eu peço o cargo na hora, não há espaço para isso no Governo”, disse.

Ele também não descartou que novas mudanças sejam feitas e afirmou que seu objetivo é entregar o Governo do Estado com “o mesmo compromisso e mesma vontade do seu primeiro mês de gestão”.

“Eu como governador não admito que tenha alguém dentro do Governo que não tenha esse mesmo compromisso. A nossa tarefa se encerra no 31 de dezembro de 2018 e vamos entregar um estado enxuto e muito melhor que quando nós pegamos”, declarou.

O governador ainda afirmou que ocorrerá cortes nos gastos na máquina pública para manter o equilíbrio financeiro.
“O estado da Paraíba tem feito investimentos muito acima da sua tradicional capacidade, isso tem uma diferença enorme, não porque gera empregos, movimenta economia, mas principalmente porque atende as expectativas da população tão necessitada. Nosso desafio é manter isso e para manter, tem que cortar gastos, tem que racionalizar nossos recursos”, declarou.