baixe nosso aplicativo

“Existe um convite tácito para que eu não permaneça”, diz Veneziano sobre situação no PMDB

Deputado teceu críticas à legenda e disse se sentir excluído das decisões: “Não leva em conta que tem um parlamentar”

Por: Blog do Gordinho

0

icones whats

O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo voltou a comentar, nesta quarta-feira (11), sobre a possibilidade de deixar o PMDB. Sendo mais direto do que antes, o campinense disse notar que há um convite silencioso para sua saída.

Leia também: Ricardo rebate críticas de Maranhão ao nome de João Azevêdo: “Comigo foi assim e sempre se deram mal”

“De certa forma existe um convite tácito para que eu não permaneça. Quando falo disso, trato educadamente. Me parece que para aqueles que integram o PMDB não é muito agradável quando pedimos reuniões, para que socializem as decisões, que coletivizem as orientações. Melhor seria se essa presença não existisse”, declarou.

Afirmando gostar do partido, Veneziano não esconde a mágoa. “Se puder ficar, ficarei, mas se for convidado a sair, não terei alternativa senão escolher outro partido”, acrescentou.

O parlamentar teceu diversas críticas à legenda e disse se sentir excluído das decisões partidárias. “Um partido que não leva em conta que tem um parlamentar que poderia ser pelo menos convidado a participar de decisões e estratégias, ser convidado a estar junto com os membros que integram a estrutura diretoriana. As linhas que ultimamente foram tomadas pelo PMDB que trouxeram prejuízos à sigla”, afirmou.