baixe nosso aplicativo

Corujinha se mostra tranquilo diante da lentidão da CMJP sobre pedido de anulação da Mesa Diretora

O pedido de anulação do processo que o elegeu presidente do 2º biênio “dorme” há mais de 80 dias na Procuradoria da CMJP

Por: Blog do Gordinho

0

icones whats

O vereador João Corujinha (PSDC) voltou a falar sobre o pedido de anulação da Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), protocolada por João Almeida (Solidariedade) há mais de 80 dias. Após os trâmites legais que dependem dos camaristas, o processo foi enviado a Procuradoria-Geral da CMJP, que deve emitir parecer técnico-jurídico, para embasar decisão da Mesa Diretora sobre o pedido. O procurador-geral Antônio Paulo Rolim estava de licença médica, mas já voltou ao trabalho.

“O procurador está ausente da Casa, e só temos um. Ficamos nessa pendência do processo estar na Procuradoria. Acho que em breve deve estar voltando à Casa”, comentou Corujinha. Porém, Rolim está com os trabalhos normalizados junto à Procuradoria-Geral, já que sua licença médica terminou.

Corujinha ainda disse que conversa com o presidente da CMJP, Marcos Vínicius (PSDB), além dos outros vereadores, sobre o caso. “Eles [vereadores] confirmam a forma que foi feita [a eleição], que o plenário é soberano. A forma que foi a primeira mesa eleita, em seguida a segunda [mesa] também. Doi tudo acordado para dar continuidade ao trabalho que o presidente vem fazendo”, disse o vereador.

Questionado se a demora da Procuradoria-Geral o beneficia ou atrapalha, Corujinha preferiu desconversar. “Ficam querendo que seja decidido, e eu também como a pessoa interessada fico nessa expectativa. Não é fácil, mas aconteceu na Assembleia e aqui está acontecendo. Mas acontece na política, e a política da Casa é muito boa. Estamos aqui fazendo o trabalho, e o acesso que temos aos colegas e o compromisso de cada um deles”, analisou João Corujinha.