baixe nosso aplicativo

Agevisa e MPPB realizarão operação para fiscalizar frigoríficos na Paraíba

Órgãos irão intensificar inspeção nos locais de armazenamentos e distribuição de carnes, frangos e derivados na Paraíba, para evitar prejuízos à população

Por: Iracema Almeida

0

icones whats

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e o Ministério Público da Paraíba (MP-PB) estarão realizando operação para fiscalizar e inspecionar os frigoríficos e locais de venda desses produtos alimentícios na Paraíba. O controle é uma iniciativa dos órgãos após deflagração da “Operação Carne Fraca”, da Polícia Federal, que encontrou inconformidades na comercialização de carnes, frangos e seus derivados.

Leia também: Ministro vê “fantasias” e “idiotices” da PF em conclusões sobre operação da carne

Força tarefa é criada para investigar frigorífigos alvos da Carne Fraca

O diretor de alimentos e medicamentos da Agevisa, Ailton Cezar, explica que a intenção da vigilância sanitária é investigar a qualidades dos produtos consumidos na Paraíba. “Levando em consideração a gravidade das denúncias a Agevisa irá intensificar as atividades de fiscalização nesses produtos e também vamos trabalhar junto com os municípios para que a gente possa trazer ai segurança sanitária para o estado como um todo”.

Já diretor-geral do MP-Procon do MPPB, Francisco Glauberto informou que já foi solicitado ao Ministério da Justiça a relação dos lotes que foram investigados pela “Operação Carne Fraca”. “Ingerir alimentos deteriorados causa acidentes de consumo e queremos prevenir. Estamos requerendo esses dados para que se esses produtos tenham vindo à Paraíba possamos fazer um ‘recall’ nos supermercados que foram distribuídos”.

A Agevisa enfatiza que se trata de alimentos que podem estar causando doenças nas populações. “Estamos tratando de avarias e possíveis desvios de qualidade de dois dos maiores grupos de alimentos do país, com alcance até internacional. Então estamos bastante vigilantes com relação a possibilidades de lotes com esses desvios aqui na Paraíba. A partir das notificações que serão feitas tanto no ministério da Agricultura e da Pesca quanto na ANVISA é que os órgãos aqui no Estado irão atuar e tomar as medidas cabíveis para que a população não venha a se prejudicar com esses produtos”.